23/04/2014

Nova nota da arquidiocese do Rio de Janeiro

A Arquidiocese do Rio de Janeiro vem atualizar as informações relativas à ocupação da Catedral de São Sebastião pelo grupo OI/Telerj.
Desde o primeiro momento, a Arquidiocese do Rio tem prestado assistência aos efetivamente necessitados. Ao mesmo tempo, permanece em contínua mediação entre os necessitados e os poderes públicos, desejando uma solução definitiva para esta e para as demais questões ligadas à moradia.
Considerando que as primeiras negociações, ainda na sexta-feira, dia 18, não surtiram efeito, a Arquidiocese, nos termos da condição apresentada pelos ocupantes, condição essa divulgada pela imprensa, mediou o encaminhamento dos mesmos para um abrigo especial da Prefeitura, com a presença ininterrupta de diversas instituições da Igreja.
À diferença da primeira proposta, todos os ocupantes seriam, nesta segunda possibilidade, conduzidos a um único local, nos termos da solicitação dos ocupantes. A permanência no abrigo se daria até que uma solução definitiva viesse a ser encontrada. Esta segunda proposta, entretanto, não foi, na manhã de hoje, aceita pelos ocupantes, que solicitaram permanecer na Catedral ainda por algum tempo.
Diante desse novo fato, a Arquidiocese do Rio de Janeiro continua acompanhando as famílias que se encontram na Catedral, prestando-lhes apoio espiritual e humano. Ao contrário do que erroneamente se divulgou, não houve, em momento algum, por parte da Igreja manifestação no sentido de retirada dos ocupantes.

Rio de Janeiro, 23 de abril de 2014.

Nenhum comentário: